domingo, 29 de agosto de 2010

Brilho eterno de uma mente cheia de lembranças

De volta! Fiquei 2 dias sem atualizar isso aqui e me pareceu uma eternidade! É como se pelo menos durante os minutos que estou aqui escrevendo, eu me sinta um pouquinho mais perto! Aquece o coração...

Ontem foi dia de despedidas. Nosso amigo francês mais querido do mundo e o nosso companheiro carioca de aventuras embrarcaram para Paris (o primeiro de volta pra casa e o segundo para seguir viagem). Sensação esquisita/ engraçada. Em 2, 3 dias, estas pessoas se tornam parte da nossa rotina descoordenada, viram amigos de infância, nos fazem rir, chorar, cantar... E se vão! Difícil pensar que daqui pra frente esta será a realidade: pessoas indo e vindo o tempo todo na minha vida, deixando lembranças lindas e aquela sensação de que não nos veremos novamente! Mas encaro isso como parte deste processo fantástico que estou vivendo aqui! E quão fantástico é!!!

Ontem fomos com mais 3 franceses queridos (já mencionei que isso aqui só tem francês? hehehe) para o Parc Güel, todo idealizado por Gaudí. F-A-N-T-Á-S-T-I-C-O!!! A arquitetura nem se comenta, umas obras que vc não sabe se são naturais ou humanas, cores e mais cores e uma vista perfeita! Depois, fomos conhecer Las Ramblas, e paramos em uma feirinha liiiiiiiiinda de viver, a La Boqueria. Copos dos sucos mais variados por 1 euro (eu tomei o de framboesa com abacaxi! DELICIOSO!), aquelas frutas mais lindas e gostosas, pães, queijos... Afe!!! Comprei 300g de cereja e comi cada uma lembrando horrores da minha irmã! Mais saudades... De noite foi a vez da Razzmatazz. Segundo um site que entrei, é uma das 10 melhores baladas do mundo. Segundo minhas impressões, tirando o tamanho absurdo, é uma balada como as outras.

Hoje nos permitimos acordar um pouco mais tarde, então tivemos só a tarde para aproveitar. Pedimos uma sugestão de praia para o recepcionista do hostel e fomos parar em Sitges, uma cidadezinha aqui perto, com uma praia realmente bem linda, com o mar mais azul do mundo! Quase um sonho, não fosse pela galera que estava lá. JISUIS!!! Se o Pânico batesse lá, daria briga na luta pela musa da beleza interior! Affff kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mas valeu pela paisagem, pela cidadezinha mega fofa e pelo melhor sorvete que eu já tomei na vida!!!!

Tenho pensado muito em tudo o que tenho visto e vivido aqui. Voltar ao lugar que te encantou anteriormente é bom pois você se torna capaz de olhá-lo com olhos menos apaixonados, mais reais! Hoje vejo uma Europa um tanto quanto menos perfeita que ano passado! As cidades são lindas, o metrô funciona, a comida e a bebida são baratas, os espanhóis sabem como aproveitar uma festa... Mas em compensação todo dia ouço falar de alguém que foi roubado. Na rua, na balada, DENTRO DO QUARTO DO HOSTEL! Pai e mãe, podem ficar calmos que estou mais precavida impossível, mas o tal do pickpocket aqui rola solto mesmo! Fora de sério! Além disso, as pessoas sabem ser rudes quando querem, às vezes são incapazes de te lançar um sorriso no metrô ou pedir gentilmente algo. É quase um burrinho na tela. Os abraços europeus ficam entre a falta de jeito e uma aparente falta de vontade, como se abraçar fosse constrangedor. Ninguém te pede licença para fumar perto de você (mesmo que você esteja no meio da sua refeição), para pegar sua bebida ou ajudar a pagar a conta.

E ainda assim, os europeus acham que este é o melhor lugar do mundo, que nossa terra é o Terceiro Mundo, que Brasil e Argentina vivem só de Maradona e Ronaldo (não se fala mais de Pelé por aqui) e que temos muito a aprender com eles.

Como diz Caetano, "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é". Eu sei a dor e a delícia de ser brasileira. E tenho achado delicioso ver o mundo aqui fora com olhos mais honestos.

Recadinhos especiais:
* Toseiras, que bom ler seu recadinho! Continue entrando e deixando comentários. Eles são capazes de diminuir um pouco as saudades. E as cidades históricas? Como foram? Conta TUDO!

* Floooooor, mais uma vez te pergunto: preciso dizer que vc está fazendo falta? cada aventura que vivo aqui, cada pessoa nova que conheço, lembro da nossa conversa na porta da Moena. O mundo é mais! E como é! Tem uma frase que adotei como minha. Vou ver se posto ela aqui na próxima. Você vai entender! Lembrei bastante de vc qd li! AMO!

* Bibi, ainda não tive coragem de fazer meu topless. Amanhã é o último dia, quem sabe não seja agora?! heheheheh O esquema da canga, eu tinha reparado que ninguém usa, mas numa praia que os homens chegam de roupa, abaixam as calças, ficam de cuecas e colocam aqueles shortinhos REDÍCULOS floridos para tomar sol, não é possível que vão comentar da minha canga... kkkkkkkkkkkkkkkkk E vou te falar q só vc pra reparar q eu e Mari estávamos de roupa trocada. Nem a gente tinha reparado, c acredita???? E seu au pair? Como está? Estou acompanhando tudo lá no seu blog tb!

* Amanda, lembrei horrores de vc e do Gui qd ouvi a música do Glee. Ele por amar e vc por odiar... kkkkkkkkkkkkkkk E ontem fui ao Carrefour comprar comida e fiquei, na fila do caixa, atrás de um cara que estava comprando um jump, acredita????

* Carol, recebi seu e-mail e vou responder com calma. AMEI ler cada palavra! Sinto mta falta de conversar com vc... É estranho! A gente se consola com o fato de hj existir msn e facebook, mas não passa disso: um consolo. No fim, nada substitui um calor humano... Tenho visto mt coisa aqui e lembrado imediatamente de vc! Vc ia amar!

* Mari e Lia, recebi os e-mails de vcs! Vou responder com calma ainda essa semana... Deem notícias tb, contem td, entrem no skype e msn de vez em qd! Não me matem de saudades!!!

* Cadê Papai e Mamãe???? Deem notícias!!!!

FOTOS ATUALIZADAS! Só entrar no link aqui ao ladinho... Mais fácil por aqui, sempre com fotos novas!

Amo vocês! Demais!

sábado, 28 de agosto de 2010

Espanha do meu coração



"Fogo eterno prá afugentar o inferno prá outro lugar

Fogo eterno prá consumir o inferno, fora daqui"

Um coração dividido! É assim que me defino neste momento! Na verdade, é assim que me sinto NOVAMENTE, voltando ao meu país do coração! Como eu disse à Mari, se eu não vivi aqui em vidas passadas, viverei nas próximas!

AMO este lugar!!!! Me sinto completamente recebida de braços abertos, como se estivesse em meu país. É uma sensação simplesmente indescritível!!! Ao mesmo tempo, por absolutamente todos os lugares que passo, penso que queria que alguém querido estivesse aqui. Ou me deparo, em pleno Bairro Gótico, com um cantor de rua e seu violão, cantando "Palco" do Gilberto Gil e simplesmente meus olhos se enchem de lágrimas. Sou brasileira, com muito orgulho e muito amor, mas meu coração, neste sentido, definitivamente é bígamo, e ele ama estes 2 países de uma forma inexplicável!!!!

Barcelona, como eu já havia ouvido tantas outras vezes é PERFEITA! Uma mistura inexplicável de cidade grande com interior e praia, tudo na mesma. Cada bairro que vc anda te dá a impressão de que você acabou de entrar em outra cidade! De prédios milenares à praia com o mar mais azul do mundo, passando por parques verdinhos, ou ruelas cheias de folhas secas no chão... Linda!!!!

Enquanto atualizo meu post, a Mari está aprendendo novas frases com um francês QUERIDÍSSIMO que conhecemos ontem aqui no hostel (e que, mesmo não sabendo nada em português, sabe cantar Mila, do Netinho, dá pra acreditar?) Antes disso conversamos com um alemão, um argentino, vários franceses, uma escocesa, e nossos novos amigos brasileiros. Se isso não é ser capital do mundo, não sei o que pode ser...

Os dias ontem e hj foram de praia! Barceloneta! Sinceramente? Não chega aos pés das praias brasileiras! Afinal, quem conhece Cabo Frio não se contenta com qualquer coisa. Mas o mar daqui, com esse azul inexplicável, é de se tirar o chapéu. Além disso, a estrutura é de babar! Chuveiros a cada 100m, posto de saúde, banheiros limpinhos... Ah! E peitos! MUITOS peitos! De todas as formas e tamanhos, mas principalmente peitos idosos! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Chegamos eu e Mari na praia, estendemos nossas cangas do Brasil na areia, eu me deito e ela vai para o mar. Quando volta, tá um pouco mais de cara do que foi: “Quantos peitos de fora, né?!” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E sabem o mais engraçado? Os peitos, ou estão de fora, ou estão dentro de biquínis IMENSOS! Isso sem falar nas calcinhas! As mulheres daqui nunca devem ter pagado um cofrinho na vida! Jisuis! Elas são grades para cima, para os lados e para baixo. Maiores que os shorts que nós colocamos debaixo das saias nos forrós. Quando eu fui para o mar, aaaaaaaltas mulheres ficaram olhando para o meu biquíni, como se eu estivesse de bumbum de fora. Alguém fala pra elas que elas esqueceram o soutien em casa?!

Os homens só usam bermudas. Já haviam me falado que, aqui, só gay usa sunga. Mas aí eu me deparo com 3 portugueses se bronzeando, com as bermudas puxadas até onde dá, com as pernas afastadas (em posição de borboleta mesmo, só que deitados), tomando o solzinho deles amarradões. São umas frescuras pra umas coisas, e nada de frescura pras outras... Eu hein...

Depois da praia, almoço (Menú Del dia de novo, mas desta vez dividimos um prato por nós duas, porque anteontem quase supitamos de tanta comida. Comemos otimamente bem por 3,50 euros! Amo a Europa!) e muita caminhada. Ontem fomos primeiro para o Parc de La Ciutadella. Lindo, verdinho, cheio de fontes e muita sombra. Destaque para os dois meninos que estavam treinando sapateado lá, no meio de todo mundo, como se nada estivesse acontecendo! Depois de lá, Arc de Trionf (me perdoem os espanhóis, mas não chega nem perto do Arco francês) e Bairro Gótico. Recomendo horrores! Parece um cortiço chique: em cima, os apartamentos apertadinhos, cheios de roupas penduradas na varanda. Embaixo, lojinhas e mais lojinhas vendendo de tudo! Bem interessante!

A sensação de estar aqui, viajando novamente, vivendo tantas emoções, conhecendo tanta gente, é a melhor possível! Ontem fomos para a primeira balada espanhola. Quando me dei conta, estava em um grupo com uns 10 franceses, 1 norueguesa, 4 brasileiros e 2 alemães. Isso é possível em algum outro lugar do mundo que não aqui?

Hoje fomos ver a fonte mágica de Montjuic. Um misto de água, música e luzes que me lembrou muito a Disney! E de repente percebi que este é o meu momento. Esta é minha vida por enquanto! E eu não poderia ter feito uma escolha melhor para este ano! Na verdade, não poderia estra vivendo um ano melhor!

A quem interessar possa, ESTOU TRANSBORDANDO DE FELICIDADE!

Beijos especiais aos meus novos amigos: Paul, Robyn, Michel, Axel, Paulina, Gabi, Laura (todos franceses), Bruna e Bruno (brasileiros), Raphael e Michael (alemães) e tantos outras pessoas lindas que tenho conhecido em tão poucos dias!!!!

E beijos mais que saudosos aos meu pais lindos que amo, minha irmã, meu sobrinho que faz 1 ano hj e André, minha família linda!!! Estou mt feliz, podem ter certeza!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Cá estou eu!!!

Incrível o que se pode acontecer em tão poucos dias!!! Incrível quantos sentimentos e emoções cabem dentro de um único coração!

Minhas despedidas foram inesquecíveis! Comecei com um Daniel Briand na quarta com o Dantas e a Lia e terminei no aeroporto, chorando rios! E aproveitei cada segundo!!!!

Quinta foi dia das meninas do Setor Leste, sexta foi a vez da galera do forró, com direito ao meu vocalista predileto! Sábado foi bagunça no Garota Carioca, só com pessoas lindas. Domingo foi o almoço! Posso dizer que não havia uma única pessoa que estivesse ali que não esteja na minha lista de pessoas mais importantes da vida! Que delícia ouvir pela última vez a batucada RELPs, as histórias (limpas ou sujas) das meninas, dançar o último forrózinho, dar o último abraço na galera Body Tech, beber a última vez com a Dani para rir até a barriga doer, beber a última gota do que quer que o Rod tenha me dado... Enfim... Amo cada pessoa que eu estou deixando no Brasil! E me orgulho muito de ter merecido a amizade de cada um!

Segunda foi despedida em família! Preciso dizer que o dia foi choroso? Comecei de manhã e só parei na hora de dormir! E retomei na terça, desde o momento que acordei!

Olhando um pouco para trás, percebo o quanto chorei esse ano! Os motivos foram os mais variados: tristeza, desespero, depressão, saudades... À primeira vista, parece ruim, como se eu tivesse passado só por momentos muito difíceis! E, querem saber? Por um período, foi isso mesmo que aconteceu! Mas de forma alguma vejo isso como uma coisa ruim! Primeiro porque sei que venci cada obstáculo que foi colocado no meu caminho, inclusive aqueles relacionados a esta viagem. E depois porque aprendi que lágrimas são preciosas demais para serem derramadas levianamente. Com isso, sei que meu choro nestas despedidas foi derramado da forma mais sincera e pura possível!

E nada mais puro e sincero que chorar ao se despedir de pessoas queridas, especialmente sua família. Me soltar do abraço do meu pai, largar os braços da minha mãe, deixar os afagos da minha irmã, ou o cheirinho do João... Quem disse que seria fácil? Não foi! Mas tem sido muito recompensador ver todos eles me apioando incondicionalmente nesta aventura!

Então foi com essa cara inchada, as lágrimas que teimavam em escorrer, a dor da partida misturada com a excitação da aventura, que me despedi do Brasil!

A chegada à Barcelona ontem foi... Cansativa! Depois de váááááárias horas dentro do avião caixinha de fósforo da Iberia (com a sorte de termos nos sentado nas primeiras cadeiras, primeira felicidade da viagem, tendo mais espaço para as nossas pernas) e mais algumas nas conexões em São Paulo e em Madrid (anda 20 min naquele aeroporto enorme, pega fila na Imigração, passa tranquilamente (segunda felicidade), anda mais 15 min, pega fila para o raio X, tira a bota, passa tranquilamente...), chegamos à Barcelona. A terceira felicidade foi ver que nossas 4 malas estavam lá, intactas! =D Deus é pai! Depois disso, só sufoco!!! kkkkkkkkkkkkk Pensem em duas perdidas, cada uma com 2 malas de 20kg mais uma mochila, de calça e bota em um calor de 35º, cruzando a cidade de trem! E, ao que parece, em Barcelona, quem anda de cadeira de rodas não pega metrô, porque para sair de cada estação você tem que subir pelo menos uns 3 lances de escada. Resultado: chegamos pingando, com os braços moles e mortas de fome no hostel!


Com isso, o dia acabou não rendendo muito. Saímos para almoçar, comemos o famoso Menú del Dia, um combinado de 1º e 2º pratos, bebida e sobremesa por um preço super justo. Ontem mesmo a pedida foi um macarrão com mariscos, bisteca com fritas, sorvete e coca, tudo isso por 7 euros. Depois deste batalhão de comida, demos uma volta pela cidade, já aproveitamos para conhecer a Igreja da Sagrada Família (só por fora. Ela está toda em reforma e li em alguns sites que não vale muito a pena entrar, por causa disso. Além do mais, Igreja por Igreja, prefiro as da Itália. Devo admitir que Igrejas góticas me assustam um pouco) e a Rua de Gràcia, uma espécie de Champs Elyseés daqui, só com lojas a la Dior, Yves Saint Laurent, e por aí vai. Depois disso, hostel e siesta, porque o cansaço tava pegando.

Aliás, a siesta merece um destaque. 99% das lojas, bares, restaurantes e o que vocês imaginarem fecham no período de 14h30 às 17h. FECHAM!!!! Numa cidade como Barcelona, em que a noite começa às 0h30, e as pessoas vão dormir às 6h, a maior parte da tarde, horário em que o turismo bomba, é tomada pela siesta. Isto sem contar o número absurdo de restaurantes fechados para Vacaciones, EM PLENO VERÃO!!! E depois não entendem porque trabalho de brasileiro é valorizado aqui fora... Tá loooooooooco!

Às 21h acordamos, ainda em tempo de ver o pôr do sol pela janela (sim, vcs não leram errado! Eram 9 horas da noite!) e descemos para jantar. O hostel aqui é fantástico! ENORME, são 13 andares de quartos, tomado na maioria por franceses (no nosso quarto, de 8 pessoas, 5 são francesas, eu e Mari e 1 portuguesa), super bem equipado, arrumadinho. A sala comunal (me sentindo no Harry Potter =P), a noite, booooooomba de gente falando todos os idiomas possíveis! Toda noite rola uma balada grátis em alguma das boates famosas daqui. A de ontem foi um encontro de hostels e do Erasmus, mas eu e Mari estávamos sem condições de qualquer coisa parecida. Ficamos por lá um tempo, conhecemos uma brasileira (claro! Não poderia ser diferente) super gente boa e subimos. Mesmo mega cansada, na bagunça de jet lag, fui dormir às 2h30. Contando que aí no Brasil eram 9h30, até que não foi tão tarde =P

E assim se fez nosso primeiro dia de viagem! Primeiras impressões? Confusas! Difícil pensar que, pelo menos por enquanto, só poderei contar minhas histórias patetas por meio de uma tela de computador. Ao mesmo tempo, bom relembrar que consigo me virar aqui fora, que o mundo é tão maior do que às vezes nos lembramos enquanto estamos fechados nas nossas rotinas e que sonhei muito com este momento! Ele chegou! A vida é agora!!!

Amo vocês!!!!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Que venha a Irlanda!

video

Hoje senti uma vontade incontrolável de assistir Mamma Mia novamente!!!!

Saudades de sentir aquela alegria espontânea, aquele sorriso que, quando você se dá conta, já tomou conta do seu rosto e não quer fechar, aquele pézinho batendo compassado no ritmo das coreografias mais agitadas, a letra da música que insiste em sair da sua boca acompanhada da entonação e das caretas certas.

Mamma Mia faz parte da minha vida de uma forma engraçada: primeiro porque assisti com a Lia, representando as meninas Sigma lindas da minha vida, minhas parceiras de baladas, de papos de barzinho, de conversas proibidas para menores, de viagens pra Porto, Prado, e tantas outras que só ficaram no papel (até agora); depois porque ouvi da May uma frase vinda do Cabeção, de que era o próprio filme pra se ver com mãe. May e Cabeção, amores eternos da minha vida junto com todos os meus gordinhos mais esbeltos, que só me trouxeram alegria em tantas viagens à chácara, Reveillons fora de época, bebidas no gargalo, músicas no violão, roupas de oncinha, piradas no bigodinho...

Mamma Mia foi nosso musical em Londres né, Clarinha?! Entre tantos, o escolhido pra marcar nossa viagem tão inesquecível, nossos “About London”, nossas divididas de guarda-chuva no furacão, nossos “Uno, dos, três, cuatro”, nossos amigos cariocas e suíços em Salamanca. Pra marcar que uma das minhas companheiras da viagem mais inesquecível veio de uma equipe de anjos, de verdadeiros agentes do amor, uma equipe/família que me ensinou muito do que sei e do que sou hoje, que me mostrou que é possível mudar o mundo apenas com um sorriso, que me provou que o Universo conspira a nosso favor sempre, e que trouxe para a minha vida algumas das pessoas mais especiais que o Papai do céu colocou no mundo.

Pra marcar que a minha outra companheira de viagem, a Claudinha, representa tantos anos felizes ao lado dos melhores profissionais da Ginástica Artística, os mais apaixonados, mais apaixonantes, os amigos que estão ao meu lado no matter what, que fazem festas no sótão, festas de criança, festas de final de ano, festas de confraternização, e fizeram e fazem da minha vida uma festa!

Mamma Mia que eu vi duas vezes com meus pais e minha irmã, em alguns dos tantos momentos inesquecíveis que já passei com eles. Que me lembra que minha família é meu bem mais especial, são meus exemplos de amor incondicional, de união, de força e de superação. São os grandes responsáveis por quem sou hoje, por quem fui ontem e por quem quero ser, amanhã e durante toda a minha vida. São meu modelo de honestidade, fidelidade, amor, alegria. Meu exemplo único e imutável de FAMÍLIA!

Enfim, hoje senti vontade de ver novamente Mamma Mia, para relembrar que amo esta minha vida, e que é para ela que quero voltar daqui a alguns meses!! Que venha a Irlanda! Bring it on!

domingo, 15 de agosto de 2010

Disney_Universal Studios


Último post da Disney...


É a vez do Universal. Último parque, último dia, últimas emoções na Disney. Então que sejam curtidas até o fim!!!!

A idéia inicial era começar com a Rockit, mas ela estava fechada, então passamos para o plano B: Shrek 4D. Tanto este, como o Terminator são cinemas 4D. A diferença é que o Terminator mescla imagens na tela com a atuação de atores reais. Os dois são muito legais e merecem ser vistos!

A Revenge of Mummy é TOALMENTE EXCELENTE! Uma montanha russa no escuro que passa pelas mais diversas atrações: animatrônicos, efeitos especiais, com destaque para o teto pegando fogo em certa parte! Imperdível! Assim como foi imperdível ver o Guto na lojinha, saindo da atração, vestido de faraó, brincando com os turistas! kkkkkkkkkkkkkkkkk

The Simpsons Ride é um simulador fantástico!!! Como eu disse, quem falou que um simulador não pode ser tão bom quanto uma montanha russa? O que este faz é exatamente aliar os dois: simula uma montanha-russa, com direito a todos os personagens dos Simpsons! Bem legal!

O Twister é uma atração bem diferente das outras. Ela literalmente te coloca dentro da cena de um filme em que um tornado está chegando, destruindo e carregando tudo! Não é emocionante, mas vale muito a pena ser visto. Meio assustador, eu diria!

Por fim, para nossa alegria, ROCKIT!!!!!! Ela foi liberada e finalmente pudemos ir! E foi a melhor forma de terminar nossas aventuras no lugar onde todos os nossos sonhos se realizam! Começamos com a Aerosmith e terminamos com esta. E posso dizer que são ambas imperdíveis! Nesta, você escolhe a música que quer ouvir (cada um escolhe a sua. A minha foi perfeita: Bring me to Life do Evanescence), fica preso na cadeira apenas por uma trava nas pernas e gira, gira, gira!!! de todos os jeitos, pra todos os lados, em todos os parafusos e loopings do mundo! MUITO BOA!!!

Fechando com chave de ouro, resolvemos passar no Siri que Anda (mais conhecido como City Walk) para as últimas comprinhas e o último Starbucks e voltamos para o hotel. Já no ônibus de volta, o sentimento de despedida bateu FORTE! Guto, Fred e Maia falando coisas lindas, eu havia preparado um texto para ler e preferi não falar muito, até porque simplesmente não conseguia. O que eu vivi naqueles dias não foi feito para ser explicado, foi feito para ser vivido e lembrado, para sempre!

Fizemos nossa despedida no hotel mesmo, com direito a muito choro (muito!), muitas declarações emocionadas de passageiros e a certeza de que cada milímetro de olheira, cada gota, seja de lágrima ou de suor, cada minuto não dormido, tudo valeu a pena!

Agradeço a Deus todos os dias pela oportunidade de ter feito parte da realização deste sonho de tantos meninos lindos. E de ter tido eles, junto com meus RELPs queridos, realizando o meu sonho!

A noite deste dia foi loooooooooonga, o dia seguinte mais ainda, pesando malas, etiquetando, contando passaportes, despedindo de cada anjo, atrasando voo, contando moedas, perdendo voo, rezando, abraçando, chorando já de saudades!!!

Where all my dreams came true!!! =D Saudades enormes!