segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A Crise Irlandesa, segundo os próprios irlandeses (Parte II)


Voltando finalmente... Depois de uma looooooooonga e atribulada semana, cheia de novidades e trabalho, vamos ao que interessa: o que os irlandeses estão pensando sobre tudo isso que está acontecendo no país deles?

Um dia após eu escrever a Parte I deste post, o Sr Brian Cowen apresentou ao mundo o que ele chamou de 4-year savings plan. Resumindo um pouco a hist
ória, a idéia é recuperar, neste período, 15 bilhões de euros (3 bilhões em cortes no social welfare e 5 em elevação de impostos) para que voltem aos cofres públicos, além, é claro, de pagar o empréstimo de 85 bilhões ao FMI. Para isso, haverá redução de 1 euro na hora do salário mínimo, elevação da idade mínima de aposentadoria e diminuição da pensão, diminuição de empregos públicos (extinção de quase 25 mil cargos), diminuição do seguro-desemprego, aumento das taxas de inscrição das universidades em até 500 euros, o corte do orçamento da Saúde e o aumento de impostos (o VAT, equivalente ao nosso ICMS, aumentará de 21% para 22, em 2013 e pra 23% em 2014 e o piso do imposto de renda, que hoje isenta 45% da população, será elevado). Além disso, as casas e estabelecimentos passarão a pagar pela água que consomem, a partir de 2014 (aham, camarada! Isso mesmo! Na Irlanda vc pode tomar banhos de 5h que não pagará pela água consumida., só pela energia. Aqui tudo bem, já que eles não tomam banho. Imagine isso no Brasil...)

Bom, imagine agora que sua casa está muito, muito suja e bagunçada. Quando você se dá conta de que não será capaz de limpar a bagunça sozinho, pensa naquela sua vizinha chata e fofoqueira, que sempre compra as últimas novidades em produtos de limpeza e que tem todo o know-how para te ajudar. Cabisbaixo e humilde, você percebe que realmente precisará da ajuda dela, então bate em sua porta e pede socorro. Ela abre aquele sorriso triunfal e responde que terá todo o prazer em te ajudar, DESDE QUE você mude os móveis de lugar, compre certos produtos no supermercado, pinte a parede da sala de amarelo, coloque um tapete lilás no seu quarto... Qual seria a sua sensação? Raiva? Impotência? Desespero? Pois então! É exatamente assim que os irlandeses estão se sentindo em relação a toda esta história! Todas essas mudanças e atitudes tomadas pelo Taoiseach fazem parte das várias exigências feitas pelo FMI para que fosse realizado o empréstimo (ou Bail-out, como eles chamam aqui, que, pela tradução, é uma espécie de resgate). Se a Irlanda tentou evitar aceitar isso? Sim! Com todas as forças, assim como a Espanha e Portugal estão fazendo neste exato momento. Adiantou? Bom, a crise está aí para responder.

O povo, odiando o atual Primeiro Ministro e amedrontado com o que pode acontecer, diz que, como sempre, os pobres estão pagando pelos erros dos ricos. A classe média, como não poderia deixar de ser, será a mais atingida pelas medidas. O aumento dos impostos representará uma média, por família, de 4600,00 euros a mais a ser pago anualmente para o Estado. Os bancos, que estão entre os principais culpados pelo que está acontecendo, receberão mais de 50% do valor do empréstimo para se recuperarem. O salário dos políticos... Você leu algo sobre a diminuição dele? Porque eu não li...

Nesta onda toda de problemas políticos e econômicos, a última notícia dada era de que em Dezembro, logo após o Natal, o sr. Brian Cowen convocaria novas eleições para Primeiro-Ministro (sim, ele renunciaria ao cargo), visto toda a insatisfação popular em relação ao seu mandato. Seguindo mais um exemplo de que Brasil e Irlanda são quase irmãos gêmeos, tudo parece estar se encaminhando para um de
sfecho que nós conhecemos muito bem: pizza! Nada de eleições por enquanto!

Com tanta insatisfação popular, sábado passado mais de 50.000 pessoas foram às ruas (agora brancas pela neve) de Dublin protestar contra toda a pataquada.

Agora vem minha pergunta: pataquada sim! Mas será que ela vem só do lado do governo? Vamos pensar um pouco na situação: o número de desempregados na Irlanda nunca esteve tão alto. Em compensação, o número de vagas de emprego (para salário mínimo) está relativamente alto, os empregadores deixam sempre bem claro que darão prioridade aos conterrâneos, e a procura dos nativos por estas vagas beira o nulo. O que acontece é que os moradores (e neles estão incluídos os knackers, aqueles a toa na vida que ficam jogando ovo nos estrangeiros) preferem ficar em casa recebendo 200 euros por semana do Social Welfare (mais todos os seguros saúde, desemprego, moradia, filho e lá vai dinheiro...) do que levantar seus fat arses do sofá e receber esta mesma quantia como salário em algum emprego. Com isso, as vagas ficam em aberto e os estrangeiros não param de chegar e ocupá-las, levando o dinheiro irlandês para fora.

Somado a isto está o acordo feito pelos países da UE. Qualquer cidadão de qualquer país pertencente à União Européia pode entrar no país sem passaporte (e, é claro, sem visto) quando quiser, arranjar quantos empregos conseguir, e ir embora quando bem entender. Mais revoltante ainda, é que esta mesma lei vale para o Social Welfare. Exemplo: o Social Welfare da Polônia não é tão bom quanto o daqui. Com isso, os poloneses saem do seu país e vem pra cá, se declaram residentes e desempregados, e recebem a mesma quantia do Estado.

A impressão que me dá e relação à Irlanda é de que o país é estilo ganhado
r de Big Brother: ganhou muito dinheiro em pouco tempo, não tinha condições administrativas de lidar com tanto crescimento, então começou a gastar mais do que tinha. Agora o dinheiro acabou e o anonimato está voltando. A diferença nesse caso é que a Irlanda nunca esteve tão em evidência. Pena que o motivo seja tão negativo...

Por fim, curiosidades à parte, em inglês a palavra "Partido" (de partido político) é traduzida como Party, mesma tradução da palavra "Festa". Ao que parece, não é só no Brasi
l que Política e Bagunça andam tão juntos...

Bom, post para finalizar o assunto (pelo menos por enquanto), cansaço batendo FORTE! Então deixarei o post sobre a neve para o próximo! Sim! NEVE EM DUBLIN! Inesquecível!!!!! Fotos no link ao lado!!!

Amo vcs e estou com saudades!!!


quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A Crise Irlandesa, segundo os próprios irlandeses (Parte I)

Quem me conhece sabe o quanto eu ODEIO política! Mesmo o fato de ter nascido na capital da República não conseguiu plantar em mim uma mínima semente de interesse por qualquer coisa que seja ligado a esse assunto. Não é por falta de esforço ou tentativa, posso garantir. Sempre entro nos sites de jornais e portais de informações à procura de notícias gerais, mas sempre que tento me ater àquelas voltadas à parte política da nossa Pátria Amada, perco o interesse instantaneamente.

Assim sendo, quando comecei a estudar um pouco sobre a Europa e sua atualidade, não me foquei em momento algum nos sintomas e consequências desta atual crise mundial aqui em terras geladas. O máximo que me ocorreu foi acompanhar parcialmente a derrocada grega, afinal estava bem próximo da minha vinda para a Irlanda e eu corria o risco de que algo me impedisse de chegar.

Mas hoje, já estando aqui, e tendo a felicidade de conviver com alguns irlandeses e com vários europeus, resolvi me recusar a virar as costas para o que está acontecendo. Posso não gostar de política, mas tenho um amor especial por História, e sei que, estando aqui, neste momento, estou vivendo, em primeira pessoa, um momento que está mudando e ainda poderá mudar muito o curso das coisas. Então resolvi, após tantos questionamentos vindos de pessoas queridas no Brasil, falar um pouquinho de como está sendo a crise, vista de dentro.

É bem importante falar que tudo que estou colocando aqui vem de fontes irlandesas, das ruas. Ou seja, preferi, ao invés de me ater apenas a jornais e sites, colocar um pouquinho da visão irlandesa da crise. Tenho conversado bastante com meus chefes, professores e alguns amigos, e acho que ninguém melhor do que ele mesmos, os mais atingidos, para darem sua versão da história.

Vamos, antes de mais nada, dar nome (e número) aos bois. O primeiro nome, importantíssimo para entendimento de tudo, é o Sr. Brian Cowen. Este é o atual Primeiro-Ministro irlandês, ou Taoiseach, como eles chamam aqui, mantendo as raízes gaélicas. Posso dizer que este senhor, no momento, é uma das figuras mais odiadas pelo povo irlandês. Até hoje não conheci um nativo da Terra da Esmeralda que tenha me falado qualquer palavra de afeto em relação ao homem. O problema dele é que, além de não ser nada carismático (inclusive já tendo aparecido bêbado em uma entrevista há algumas semanas atrás, se tornando motivo de piada mundial), ele é um péssimo administrador e um grande azarado, pois pegou, quando eleito, um país já em crise, e com poucas chances de se reerguer. O que ele fez foi piorar a situação.

Outro nome importante é o Social Welfare, que seria o Serviço Social do Governo, aquele que no Brasil paga Bolsa-Família, dá cestas básicas e assim vai. O Social Welfare irlandês é praticamente uma mãe: cada desempregado recebe, por semana, algo em torno de 200 euros. Acrescente a isso uma quantia em torno de 100 euros POR CADA filho (essa quantia sendo assegurada a a todos os cidadãos irlandeses, estejam eles desempregados ou não), por conta de um programa de aumento de natalidade que foi implantado, mais todos os auxílios que nós conhecemos bem: auxílio-saúde, auxílio-educação, alimentação, e assim vai.

Outro número importante a se conhecer é o salário mínimo irlandês, que aqui é calculado por hora, e não por mês: 8,65 euros, o segundo maior da Europa. Preguiça de calcular? Vamos lá: um trabalhador que labute as conhecidas 40 h/semana, recebe uma média de 1300 euros por mês. O MÍNIMO! Para vc ter uma noção melhor, eu divido um flat com mais 3 pessoas BEM no centro da cidade (prática, aliás, bem comum entre irlandeses. Para eles, dividir apartamento é tão normal quanto é, para nós, morar sozinho), não pego ônibus e como do bom e do melhor, mas só em casa, quase nunca em restaurante. Minhas contas básicas? Mais ou menos 400 euros por mês. Vc ainda tem dúvida de que se vive bem por aqui com o mínimo? Vamos combinar que melhor ainda com o Social Welfare, não?!

O último dado importante que explica um pouco da crise e do porquê desta Terra de Leprechauns estar sendo invadida por estrangeiros buscando seu lugar ao sol são os impostos. Atualmente o cidadão irlandês paga uma das menores taxas de imposto da Europa, senão a menor, o que já não tenho certeza.

Mas por que, vc deve estar se perguntando, este país tem dados tão exorbitantes? Aí entra uma explicação rápida e interessante que meu professor me deu esta semana. A República da Irlanda foi um dos últimos países a se tornar independente na Europa. Tanto é, que até hoje a Irlanda do Norte pertence à Inglaterra (e daí vem os assuntos relacionados ao IRA e lá vem história). Desta forma, o país sempre foi visto como uma grande Colônia, sem muito potencial. E eis que, em pouquíssimo tempo, lá pelos anos 80, esta Ilha começa a crescer tanto que passa a ser comparada com os países asiáticos e seu crescimento acelerado. Daí a denominação Tigres Celtas (ou Celtics Tigers), em alusão aos Tigres Asiáticos que tanto conhecemos.

Nesta onda de crescimento e evolução, é claro que todos estes números faziam todo sentido. Um país em desenvolvimento total só poderia dar muito certo, não é verdade?! Ao que parece, não...

[Para não ficar muito grandão, vou deixar o resto para a Parte II. Enquanto isso vou lendo os jornais e me informando mais... =D]

Hoje de manhã saí de casa a 0ºC, com sensação térmica de MENOS SEIS! Sério! As vezes acho que não vou dar conta! A grande diferença do frio de 4º, de 0º e o de graus negativos não é a sensação de temperatura, é a dor. Exatamente: dói! Vc fica com medo de coçar o nariz e as orelhas, porque eles doem tanto que vc tem certeza de que congelaram, e vão cair. A região desde o lábio inferior ao queixo fica dormente. As pernas pesam, os músculos doem... Vou falar uma coisa: passa por isso uma vez na vida faz sentido. Mais que isso é loucura!!!! As notícias é de que semana q vem teremos neve.

Anteontem vi Harry Potter (ou, como diz o Paul, com seu sotaque francês, Arrí Potê kkkkkkkk)! Infeliz a pessoa que resolveu dividir este filme em dois... Ô, disgrama! A boa notícia é que entendi quase tudo. Me perdi em algumas falas, mas também é exigir muito de mim, né?!

E vamos aos recadinhos...

Guigo, AMO quem facilita os presentes! =D Pode deixar que o seu está garantido! heheheh Pois é, menino! Se vc, que está aí no Brasil, não consegue acreditar na história do netbook, imagina eu, que estou aqui do lado e não fui lá =(

Bibi, pois é... Chocolate, fondue e raclettes... Vou descer as montanhas de neve rolando! kkkkkkkkkkkk

Toseiras, vc que me esqueceu! Eu sempre deixo recadinho pra vc qd vc deixa pra mim, oras! Minino, PENSE no quanto eu lembrei de vc hoje! Na friaca doida que peguei de manhã, meu queixo ficou dormente! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Só pensava em vc! Nem ia conseguir mexer o seu! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Beijos a todos

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Time of our lives

Prooooooooooonto!!! Promessa é dívida!!!

Depois de uma era sem atualizar, em uma semana mega atribulada e cheia de novidades, cá estou eu novamente! Ia bem escrever um texto de devaneios e viagens, mas como tenho muitas coisas pra atualizar, vou deixar para a próxima!!!

Como eu havia dito, semana nova, casa nova! Domingo retrasado (sem ser ontem) a Ayoung, minha roomate coreana, se mudou para cá. A bichinha é mega boazinha, bastante simpática! Mas é tãããããão calada que a gente quase não ouve a voz dela! Todos os dias ela fica o dia todo no notebook vendo seriado em inglês com legenda em coreano! Sério! Qual o problema de todo mundo vir pra cá e ficar enfurnado em casa, no computador? VAI PRA RUA, RAPAZIADA! Vai ver as luzes de Natal, passar frio, malhar, nadar no Liffey, sei lá!!!! Que desperdício de intercâmbio...

No sábado a noite foi a despedida do Sussu e fomos para um hostel do amigo dele. Foi mega divertido! Sofrido foi voltar pra casa a -1ºC, mas se não guenta, bebe leite, né?! Noite produtiva, de reconciliações, DRs, desculpas e soluções! Tudo fluindo, as usual...

Sendo assim, terça-feira o Sussuzinha nos deixou =( A parte boa disso tudo é que, ao que parece, eu estou mais acostumada a tantas despedidas! Achei que fosse chorar a cada um que me desse tchau, mas a gente se acostuma a tudo, não é mesmo? Se eu me acostumei ao frio, a limpar casa e cozinhar, por que não me acostumaria a me despedir? Queridos indo, queridos vindo! Na terça mesmo chegou o Rafa, nosso novo flatmate. Um mineirim queridíssimo lá de Uberaba! E o bichinho já chegou quebrando tudo: no dia do jogo do Brasil (prefiro não comentar) teve também um jogo da Irlanda x Noruega aqui no Aviva, o estádio bonitão onde fui assistir o treino de rúgbi. Os ingressos eram bem caros (a partir de 40 euros), então nem sonhamos em ir. Eis que encontrei com os meninos para assistir o Messi acabando com o meu humor, e o Du veio me falar que o Rafa tinha ganhado 3 ingressos para o fatídico jogo, e tinha nos convidado. Mas antes de contar o resto, deixem-me contextualizar a situação:

O Rafa chegou aqui há uns 15 dias. Andando pelas ruas de Dublin, viu que haveria uma conferência sobre um novo software, para profissionais de TI. Bom, ele é formado em ADM e entende tanto de computador quanto qualquer um de nós, mas resolveu ir à conferência para ouvir o povo falando inglês e praticar um pouquinho. Tudo de graça, lá foi ele nos 3 dias. Eis que no último dia ele ouve rumores de que quem ficasse até o final iria ganhar algum brinde. Ele, mineiro como só, resolve esperar para ver de qual é. Entrou de graça e ainda iria ganhar algo? Não tinha como ser melhor, não é verdade?! Pois eu te digo que tinha sim! Não só ele ganhou esses ingressos para a melhor parte do estádio, com comida e bebida liberada, mais cachecóis da Irlanda para todos, como todos os que participaram ganharam, cada um, UM NETBOOK touchscreen, no valor de uns 500 euros! Aham, Cláudia! Senta lá e chora agora!!!

Pois é, dito isso, volto à história do jogo! Como eu fui pega de surpresa, não levei a câmera e tivemos que tirar fotos no cel do Du. Qualidade questionável, mas assim que ele baixar, eu posto aqui! Foi mega divertido, CHEIO de crianças, bem animado, muito diferente do jogo do Real Madrid que eu vi ano passado. Aqui as pessoas torcem mesmo, falam palavrão, bem como no Brasil, com a diferença de uma organização de dar inveja!!! O futebol mesmo é altamente lamentável, a Irlanda perdeu de 2x1, mas quem saiu ganhando foi a bola, que driblou vários jogadores!!! Valeu demais a experiência!

Sexta-feira eu e Mari fomos para a despedida do Dave, meu professor tudo de melhor que está saindo para 2 meses de Holidays com a namorada! Acho que nas últimas 2 semanas eu aprendi mais de inglês com ele do que na minha vida toda!!! PENSEM num professor perfeito! De lá, fomos encontrar com alguns amigos irish e preciso dizer que essa foi uma das noites mais proveitosas da minha viagem, linguisticamente falando! Éramos eu, Mari e 6 irish, beeeeeeeem irish! E EU CONSEGUI ENTENDER TUDO!!! Nossa! Vcs não têm noção da felicidade que é! Falei inglês a noite toda, ouvi inglês com o puro sotaque irlandês, me diverti horrores e fiz novos amigos! Impossível ser melhor!

Sábado nós 4 (eu, Mari, Du e Rafa) fomos no nosso pub favorito e, como sempre, nos divertimos HORRORES!!! Fala sério, eu AMO aquele pub! Desta vez não tinha o trio de sempre tocando, mas tinha um cara pra quem eu tirei meu chapéu. O bicho era desafinado, perdia o tempo da música, perdia o ritmo, mas NUNCA perdia a animação. Ele tocou ininterruptamente TODAS as músicas que a galera pedia, animou todo mundo, voltou quando pediram BIS! Um arraso!!!! =D

E ontem foi dia de inauguração das luzes de Natal da cidade! DUBLIN ESTÁ LIIIIIIIINDA!!! Vou tentar sair com a câmera essa semana para tirar umas fotos, mas as ruas estão bem iluminadas, com destaque para a Henry e a Grafton St. Ontem foi dia de acender a árvore da O'Connell, e teve um super show de luzes e projeções no GPO, o prédio do post office, cartão postal da cidade. Mega divertido, mega europeu, mega lindo, e MEGA FRIO!


A previsão para a semana é de termos o primeiro dia de gelo. Literalmente. Sábado estamos esperando máxima de 4º, com neve (que imagino que seja uma geada, mas já traz uma idéia do que nos espera neste inverno). Hoje o dia amanheceu CONGELANTE! E eu, nova housekeeping da cidade, saí de casa bem cedo para pegar o ônibus. Achei que de hoje eu não passava... E pra melhorar, ainda cheguei na casa da mulher (que era na beira da praia) 1h antecipada, e tive que ficar andando na rua para não congelar!!! Cada uma nessa vida! Mas a aventura de housekeeping fica pro próximo post tb!

Novidades mil! A mais nova é que COMPREI MINHAS PASSAGENS PARA A SUÍÇAAAAA! Dia 31 de janeiro estou embarcando, dia 01 de fevereiro estou esquiando! uhuuuuuuuuuuuuuuuu

Palavra do dia (ah! Aprendi aaaaaaltas gírias com o Dave. Meu repertório está vasto agora) é knacker! Os knackers são a forma de violência e rebeldia de Dublin: adolescentes branquelos, vestidos de calça de moleton e tênis branco, que ficam jogando ovos ou o que quer que seja no fracos e oprimidos, geralmente os estrangeiros e os idosos! Não há um brasileiro que não saiba o que seja isso, e que não os tema. Nos referimos a eles como NK, para que não entendam quando estamos falando deles. Desta palavra vem a gíria "I'm knackered", que quer dizer "Estou muito, muito cansado"

Música: Sex on fire, do Kings of Leon. Sucesso absurdo em todos os pubs de Dublin.

E hoje é dia de MUITAS homenagens... Primeira vai ao
mais novo papai do pedaço!!! Fredinho, o Lucas é LINDO! Estou muito feliz por vocês, e só dando um tempinho antes de ligar para falar com vc, tá?! Parabéns, papai! Vc é muito felizardo por ter um anjinho na sua vida, e ele por te ter na vida dele!!!!

Depois, aniversários mil acontecendo hoje e amanhã!!!! Kindheeeeeeeeeeeeer, tentei te ligar MUITO hoje, mas acho que Nextel não aceita ligação internacional... =((((( PARABÉNS, seu cabeça de ovo!!! Muitas felicidades, muita alegria, muito lanche no Chiquita com a minha pessoa!!! Vc é uma pessoa muito iluminada e foi abençoado com o dom de fazer as pessoas sorrirem! Isso é para poucos!!! Te adoro, Kindherlinooooooooooooooooo!!!

E, por último (last, but not least), minha magricela mais querida!!! Marixeeeeeeeeeeenha, queria eu estar aí só pra te dar um abraço e voltar!!! Aproveite muito o seu dia! Ele só acontece uma vez! Deixe o trabalho e o stress um pouco de lado e aproveite o seu niver ao lado das pessoas que vc ama! Parte de mim está com vc aí, do outro ladinho do mundo! Te amo, Marixenha! Vc sabe disso! Vc sabe o quanto! As saudades estão FORTES, mas o que me consola é saber que jajá estaremos nós 3 quebrando tudo nessa Europa linda!!!!

Recadinhooooooooos:

Guigoooooooooooooo, que delícia ver comentários seus por aqui! É CLARO q vc pode pedir um presente! Difícil vai ser eu achar um que vc goste! Dar dicar não seria nada mal, hein?! =D

Carol, que saudades de vc e do João! Falar com vcs no skype me faz mais feliz, mas me dói um pouquinho de saudades!!!!

Dani, buaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!! Não acredito! Eu tava TÃO feliz q as minhas amigas só viriam em abril, então iria dar certinho pra viajar com td mundo! Poxa vida... Mas trabalho é trabalho, né?! A gente não se vê em março, mas se vê quando eu voltar, e aí vamos pra chapada!!! =D Me manda meu DVD, sua bruxonildaaaaaaaaaaaaa!!!

Bibi, eu li o seu blooooooog!!! Que lindo! Tá vendo? A demora era exatamente para vc achar uma família bem linda, bem a sua cara! Agora é correr atrás de tudo pq passa ráááááápido! E aí, começar a aventura!!! Vc vai amar, Bibi! Todo mundo deveria fazer um intercâmbio! Parece que somos outra pessoa, mais felizes, mais leves... Difícil de explicar, precisa é sentir! Ruim é pq vou ficar muuuuuuuuuuuuito tempo sem te ver =(

Floooooooooooooor, AMEI o seu e-mail e o da Periquita! Respondo ainda essa semana! AMO contatos tecnológicos!!!! AMO expectativa de conhecer Portugal bem acompanhada! E de lá vamos cair pra Espanha! uhuuuuuuuuuuuuuu Vai juntando trocadinhos aí, hein?!

Natyyyyyy, qt tempo, sua sumida! Dps fala que eu q sumi =P Vai na RELP Fest?

Ulgem e Eric, uhuuuuuuuuuuuuuuu Nova Iguaçuuuuuu! Todos empregados, facebookados e congelados, Dublin agora é pequena demais pra nós!!!! =D

Beijos mil!

Calma ainda...

St Stephen's Green

PROMETO q juro q amanhã eu atualizo!!!

Semana cheeeeeeeeia!

Saudades!!!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Not too bad...

Um irlandês, questionado sobre qual seria uma característica inerente aos seus conterrâneos, respondeu de prontidão: Somos positivos.

Positivos? Como pode ser positivo um povo que, ao ser perguntando "How are you?", tem como resposta mais frequente "Not too bad"? Sim! Sabem a nossa mania de iniciar todo encontro com "Tudo bem?" "Bem. E vc?" "Tudo bem", mesmo que você não esteja tão bem assim? Então, aqui na Irlanda a história é exatamente o oposto. Mesmo que o aprendiz de leprechaum tenha passado o melhor dia de sua vida, provavelmente ele te responderá "Not too bad". Hoje mesmo perguntei ao Paddy (o chef do café que trabalho) "How are you?" e ele me respondeu "Very, very fine". Quase caí pra trás. NUnca tinha ouvido essa resposta por aqui.

Então, como podem se considerar positivos? E eis que vem a resposta, vinda do próprio irlandês do início: "To live in such a shit place like this, we HAVE to be positive" (Para morar em um lugar tão ruim como esse, você tem que ser positivo). Tá explicado...

Esta "pesquisa" foi feita por uma malasiano da sala do Du, e encaixou perfeitamente nesta semana, em que tenho me percebido bem atenta aos costumes, cultura, causos e histórias da Irlanda e de Dublin, expressões e palavras usadas por eles... enfim, ao irish way of life!

Os irlandeses são pessoas muito, muito comediantes! Uma das maiores críticas que eles fazem aos americanos é a falta de entendimento de ironia e sarcasmo por parte dos nativos da Terra do Tio Sam. Aqui, tudo é motivo de piada ou de comentários com duplo sentido. Acho o máximo! A hora de falar sério é respeitada, mas tirando isso, cada mergulho é um flash.

As diferenças culturais com o nosso país são gritantes. Basta andar na rua para percebê-las. Passar por mulheres grávidas arrastando carrinhos duplos de bebê é a visão mais comum daqui. Ao que parece, nem o advento da televisão mudou a mania deles de povoar o mundo. Se depender dos irish, a Europa jajá deixará de se chamar "O Velho Mundo".

Para quem costuma falar que sábado é dia de banho, uma novidade: isso é de origem irlandesa também. Dá pra acreditar? Explico: Tive quase um choque cultural quando cheguei aqui e morei um tempo com o Paul, o francês que morava no flat. O bichinho não só tomava banho todo dia, como em alguns dias ele o fazia 2 vezes. Meu mundo caiu! Então os franceses tomam banho? Sim! Os irish, nem tanto! Quando a Mari entrou na casa da family que ela está trabalhando, a mãe já foi avisando: ela não teria que se preocupar em dar banho nas crianças. Só ela (a host mother) faria isso, daria os DOIS BANHOS POR SEMANA das crianças. Boquiabertos, nós aqui do flat tivemos algumas conversas wondering (desculpem algumas palavras em inglês. Elas estão sumindo da minha cabeça em português) se isso acontecia apenas com as crianças ou com os adultos tb.

Pois bem! Ontem, aproveitando a bondade e tranquilidade do meu professor, resolvi fazer esta pergunta a ele, creeeeeeeeente que ele iria rir da minha pergunta. Pois bem, meus caros, ele não só não riu, como batemos um mega papo cabeça sobre o assunto. Ao que parece, até o final dos anos 80, início dos 90, a maioria das casas irlandesas nem ao menos tinha chuveiro, pois era muito caro. Todas as casas, por maiores que fossem (e as casa antigas aqui suportam 8 a 10 pessoas FÁCIL), tinham apenas 1 banheiro, e nele tinha uma banheira. Mas além de a água tb ser muito cara naquela época, água quente era mega artigo de luxo, porque funcionava apenas por meio de um aparelho chamado immersion, que existe até hoje em algumas casas. O immersion funcionava assim: se vc achava que amanhã cedo seria uma boa tomar um banho antes de sair, deveria ligá-lo hoje, antes de dormir. kkkkkkkkkk Exageros à parte, pelo menos umas 3 horas levava para esquentar uma água. E era (surprise, surprise) muuuuuuuuuuuuito caro. Ou seja, um país super frio, com 1 banheiro para 10 pessoas, em que tomar banho sairia super caro... Conclusão, geralmente eles só tomavam banho no sábado!

Mas aí vem a pergunta que não quer calar: Tá! Entendo a explicação! MAS E HOJE? Afinal, eles já tem chuveiro e água quente. Pois é! Com essa cultura criada por muito tempo, e com a falta de transpiração por conta do frio, segundo meu professor, eles tomam uma média de 5 a 6 banhos por semana. Claro que nos dias que fazem algum exercício, o banho é garantido. Mas nos outros, nem tanto.

Diferenças culturais à parte, eu admito que desde que cheguei aqui, passei uns 2 dias (claro que não consecutivos) sem tomar banho. O Du tb! A Mari tb! Isso dá uma média de 1 dia sem banho por mês. Então, camarada, que atire a primeira pedra quem já morou em um país p*** frio sem água quente (como nós ficamos todos os dias das 13h às 18h aqui em casa) e nunca ficou um dia sem tomar banho. Vivendo e aprendendo...

Pois então esse povo que fala engraçado, bebe muito, dirige do lado errado e tem os olhos mais bonitos do mundo também mata uns banhos de vez em quando, faz comédia com tudo e é muito parecido com o brasileiro, no sentido de ser regido por um governo corrupto, que favorece a distribuição desigual das riquezas e dos impostos, e mesmo assim mantém a cabeça erguida e o bom humor diário. Por fim, acho que estou me encantando pelos irlandeses.

Já falei demais (surprise, surprise again), mas a semana foi muito boa, então tenho muitas novidades! Eu e Du começamos a malhar ontem. Achamos uma academia bem no centro, de 2 andares, só com aparelhos da TechnoGyn. Precinho camarada? 20 euricos! AMEI! Pela primeira vez na minha vida estou indo a uma academia por prazer, e não por obrigação ou trabalho! Fui ontem e hoje, mega animada! Vamos ver quanto tempo dura! E o melhor de lá é o chuveiro. Putz! Os melhores banhos que tomei aqui na Europa! Totalmente excelente!

Arranjamos novos flatmates para os lugares da Mari (uma coreana) e do Sussu (um mineiro). Eles chegam aqui semana que vem. Medo! Nunca dividi o quarto com alguém que não conhecesse... Repito o que já disse, vivendo e aprendendo.

Ontem eu e Du, voltando da academia, fomos assolados pela ventania do século. Aí vc daí do outro lado, no aconchego do clima brasileiro, pensa naquela brisa que balança os cabelos. Dá só uma olhadinha nesta foto para vc entender do que estou falando:


Sim, meu bem! Quase 100km/h de vento. Aqui eles aconselham a não andar perto de ruas movimentadas, porque o vento pode ter empurrar para cima dos carros. Acha que é brincadeira? O Du, do alto do seus 2m, não conseguia andar. Imagina eu! A gente andava se batendo o tempo todo. Mas rimos até chorar! Já que é inevitável, relaxa e goza, não é mesmo?!

Na terça a noite fomos ao Diceys, um pub mega fofo que é super famoso entre os brazucas aqui. Nas terças, todas as bebidas e comidas são 2 euros. Precisa falar mais nada, né?! Tá mais que explicado o porquê de ser famoso. O Narezzi, nosso amigo, voltou pro Brasil na quarta e fomos lá nos despedir dele. Bem divertido! Ontem fomos para um pub em que estava tocando uma banda brasileira que é bem estilo Luciana Melo, Tim Maia, Gabriel o Pensador... Muito legal tb! E estamos aproveitando para curtir um pouquinho mais o Sussu antes dele voltar. Nem quero pensar nisso ainda!

Bom, novidades atualizadas, vou ficando por aqui que hoje é sexta e o fds está começando! =D

Palavra nova do dia: Lassie. É o feminino de fella, que eu falei no post anterior! Espero que qualquer semelhança entre a Lassie cachorra e as irlandesas sejam mera semelhança... Porque né...

Música: Billionaire, do Travis McCoy e Bruno Mars. O Paul colocava esta música 23234234 vezes por dia aqui no flat. Como o sobrinho dele nasceu e ele é o padrinho, hoje faço homenagem!


Amanda, prometo que juro que respondo seu e-mail esse fds! Vc é uma Lassie (no sentido animal da palavra) por me deixar curiosa! Feia =P E essa NY que não chega, minina! Tô contando os segundo por vc! =DDD

Toseiras, ce sabe que só ofendo quem eu amo, né?! kkkkkkkkkk Saudades de vc, meu queixo predileto! Me manda um e-mail, mesmo que pequenininho, só pra falar como estão as coisas...

Bibi, a Mari está mesmo de au pair. Muda pra lá esse domingo! Eu estou em um café, trabalhando na cozinha. Eles chamam de commis chef, é tipo um auxiliar do chef, entendeu? eu sou responsável pela parte dos sanduíchese wraps, além de toda a preparação, lavar a louça... mó faz tudo! hehehehe E tá que não para de chegar família pra vc, né?! Adoooooooooooro!

Victããããão, menino, acredita que lembrei de vc e do Dênio no treino de Rugbi! Não sei pq... Q estranho! Pois é! Queria muitooooooooo ver o match contra a Nova Zelândia, mas só se eu doar meus orgãos, né?! =P

Carol, queria mesmo ter falado com vc ontem =( Estou ficando muito cansada agora com a academia, meu corpo tá se acostumando de novo! Vou responder seu e-mail e quero saber como foi no Paraíso, com fotos, hein?! Hoje vi o presente de Natal do João! Quero muitoooooooo comprar pra ele, mas é enoooooooorme, vai ficar um olho da cara mandar por correio =( O que eu faço?

Mamusca, como foi o Paraíso? Aproveitaram bastante? Dê notícias!

Beijocas, beijocas, beijocas

video
A ventania de ontem, e os felizes se divertindo

terça-feira, 9 de novembro de 2010

I don't believe that anybody feels the way I do...

Dias mais corridinhos por aqui! No complanings, mas o blog acaba ficando meio deixado de lado, às vezes! Bom que dá tempo de vcs entrarem e comentarem! Só estando aqui pra saber como é bom ler cada palavra dos amigos e família... Impressionante!

O meu final de semana e minha segunda-feira foram bem agitados! Na sexta a noite eu e Mari fomos para um jantar na casa do Ulgem e do Érick, nossos amigos brasileiros muito, muito queridos! Sério, tudo que eu reclamei de só ter brazuca por aqui, tem se mostrado extremamente compensatório agora! Impressionante como conheci pessoas fantásticas, queridas... Realmente inesquecíveis! Aliás, neste jantar de sexta mesmo, não tem como citar alguém menos importante e menos divertido! Fandárdigos, todos!

De lá, fomos no The Buskers, um pub que eu ainda não conhecia, no Temple Bar. Preciso dizer que quanto mais eu vejo os irish bebendo, menos vontade eu tenho de beber. Senhor! Alguém faz favor de falar pra eles que é MUITO feio ficar tropeçando nos próprios pés, passando mal na calçada ou caindo no chão no meio do pub! Sério! Estou aqui há mais de 2 meses, e ainda não me acostumei com o tanto que eles exageram, quando o assunto é álcool. Eu e Mari ficamos impressionadas de ver a quantidade de shots que eles viram, assim, um atrás do outro. Bebidas de todas as cores, tamanhos, nomes e sabores. Não interessa o preço, o esquema é ficar MUITO bêbado, até cair de preferência... Tá loooooooooco! Esses leprechauns por aqui tem muito trabalho pra cuidar de tanta gente fazendo besteira!

No sábado fui trabalhar (um shit Day, aliás. TUDO dando errado. Happens...) . Quando voltei para casa, fiquei sabendo que domingo que vem já terei uma coreana como nova roomate. Ai, que medo de dividir quarto com quem não conheço... =S Vivendo, experimentando e aprendendo, né?! De noite, pela primeira vez em muito tempo, resolvi ficar em casa. Bom demaisssssssss!!!

Ontem acordou com sol, depois de mais uma semana de dias nublados e chuvosos. Não se enganem, a temperatura não subiu de 7º, ficando 2 a 3º durante toda a manhã. Mas sol é sol e tem que ser aproveitado, então corri pra Malahide, uma cidadezinha aqui perto, com um castelo bem famoso. Lindo, lindo, lindo! O castelo, a região, a cidadezinha! Amei! Dá vontade de voltar lá todo dia! O jardim mesmo do Malahide Castle me lembrou MUITO uma mistura de parque da cidade com jardim botânico. Muito gramado, bem verdinho, as árvores já bem amareladas pelo frio, muitas folhas no chão, deixando a paisagem ainda mais linda. Claro que tem um super playground, afinal não existe lugar no mundo com mais crianças que a Irlanda. Impressionante! Enfim, amei!

Hoje eu e Du fomos ao Aviva Stadium, o estádio mega moderno de Dublin (inclusive onde será a final do Campeonato Europeu de futebol no ano que vem! Tá bom ou querem mais?), para ver um treino aberto da seleção irlandesa de rúgbi. Eu nunca havia visto um jogo antes, então achei tudo interessantísimo: os movimentos, o tanto de jogador, o tamanho dos jogadores (sério! Tinha um lá que tinha o braço da grossura da minha perna! Não to brincando), as regras... Muito legal! Pena que o ingresso para o jogo seja tão caro (50 euros o mais ralé), porque domingo que vem terá Irlanda X Nova Zelândia (190 euricos! Coisa pouca), o que é tipo um Brasil x Argentina no futebol! Bem bacana!

Última novidade é que no dia 16 de dezembro estaremos, euzinha e a brazucada do jantar de sexta, no show da Shakira, aqui em Dublin!!!! uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuu Comprei meu ingresso esse fds e garanti minha presença cantando Waka-waka juntinho com ela =D AMO!

E é isso! Sem inspiração para escrever devaneios hoje, então ficam as novidades e os beijos mega saudosos!!! Amo vcs, comentem mais e dêem notícias!

Música do dia: Wonderwall, do Oasis. Vem nos seguindo desde Barcelona, tocando incansavelmente em todos os pubs e boates da Europa! Entrou pra lista das músicas da viagem.

A partir de hoje vou colocar tb algumas palavras usadas pelos irlandeses, conforme eu for aprendendo. Primeira da lista: Com certeza, FELLAS, uma espécie de "rapazes", "guys". Tudo pra eles tem "fellas" no meio. Anotado no caderninho!

Ju, a Penneys é tipo a salvação da pátria por aqui! Ninguém passa frio, molha o pé ou fica fora de moda, só se quiser! Semana passada mesmo eu estava precisando de Baby looks para trabalhar. Dei uma passadinha lá e adivinha o que achei... Reductions de baby looks, todas a 1 eurico! Fala sério! Melhor ainda foi o casaco que eu comprei em uma charity shop: 1,50! kkkkkkkkkkkkkkkk EXCELENTE!

Maynha, me esqueceu, sua bruxa? Quero babale

Patchenhu, vc sempre soube me ler nas entrelinhas. Estar sendo adolescente novamente é realmente uma delícia, mas acho que só porque eu estou fazendo isso com a cabeça de agora, sabe?! A gente é muito imaturo na adolescência, não sabe viver a falta de responsabilidades com inteligência... Saudades das nossas conversas viajantes de adolescente, inclusive...

Carol, aaaaaaaaaaanos que vc não deixa coment... =( Bom falar com vc pelo skype, mesmo que com notícias não muito boas! Estou sentindo falta de contar fofocas, conversar sobre acontecimentos, conversas mais bobas mesmo... Vamos conciliar nossas vidas essa semana. Boas coisas acontecendo por aqui pra contrabalancear um pouco com as externas daí, e combinar com as suas internas =)

Bibi, menina, to perdida! Vc fica 1 ano com a mesma família ou muda de tempo em tempo? Agora tá chovendo crianças gostosas e bochechudas, né?! Ai, que delíííííícia! Boa sorte com tudo!

Toso, sua sorte é que eu gosto muito de vc! Pq só assim pra eu esperar tanto por um e-mail, seu queixudo!

Frediiiiiiiiiiiiiinho, hoje comprei um macacão de pijama que lembrei de vc! Pareço até uma pilota de helicóptero com ele! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Kindher, lembrei HORRORES de vc no jogo de rúgbi hj! Só faltava os balaços e o pomo de ouro! kkkkkkkkkkkkkkkkkk E ontem no jardim de Malahide, com o playground de madeira. Entra nas fotos aqui do lado pra vc ver =P Saudades de vc, cabecita de ovo!

Mamusca e Papito, deixem recados oras! Vcs me abandonaram no meu blog (draminha básico =P)...

Beijos, amores!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

As melhores coisas do mundo

Hoje foi um dia típico:

Acordei 10h (day off rules), curti uns 10 min de preguiça na cama, abri a cortina e, adivinhem... CHUVA! Como está nessa toada há uns 4 dias, nada que tire meu humor. Levantei, tomei um iogurte delícia da Dunnes (sério! Delícia mesmo! Já está na minha lista de coisas que sentirei falta qd voltar), vi meus e-mails e fui fazer almoço.

Comi arroz, feijão, frango com brócolis e bolinho de arroz. Sobremesa: as uvas sem caroço mais doces que já comi. Da senhorinha mega simpática da feirinha, que vende a caixa a 1 euro.

Vesti minha meia-calça, calça jeans skinny (da Penneys), blusa de manga comprida (da Penneys), batinha por cima. Arrumei o cabelo, calcei minha galocha (melhor compra dos últimos tempos), coloquei o cachecol (preciso falar que é da Penneys?), casaco, bolsa, guarda-chuva, e fui para a escola.

Aula divertida, teste surpresa, e aluna nova, uma ucraniana (sério, tem alguns países que a gente nem se lembra que existem. Só em intercâmbio mesmo) mega simpática. Saí de lá às 17h e já estava escuro. ODEIO horário de inverno! Continuando a saga dona-de-casa, fui parar no Tesco para comprar algumas coisinhas que estavam faltando. Arrumando as compras na minha sacola ecológica, um senhor fofinho puxa papo comigo. Ficamos uns 5 minutos conversando, ele me conta que é romeno, conversamos mais um pouco e ele me dá um abraço na despedida.

Chegando em casa, faço minha janta e resolvo ver um filme. O da vez: As melhores coisas do mundo, um filme brasileiro. Tá! Ele é com o Fiuk, então é ÓBVIO que não fui eu que baixei. A Mari assistiu e falou que gostou mt, então deixei aqui no comp para um dia de inspiração. PRECISO admitir que o filme superou em muito minhas expectativas. Bem realista sobre a vida de adolescentes, me lembrei horrores dos meus 15 anos, e dos meus alunos do Maurício Salles.

Bom, tudo isso pra falar sobre a mensagem passada. O adolescente que faz o papel principal começa o filme contando que o pai dele sempre fala que nós só somos felizes plenanente na infância. Será?

Me vi hoje, em pleno dia chuvoso, totalmente rotineiro, quase sem novidades, e me sentindo (as usual) muito bem! Tenho sentido nesses últimos dias uma felicidade de criança mesmo, de adolescente que está descobrindo o mundo. Mas por que me sentiria diferente? Todos os dias é isso que faço: coloco (literalmente) a mochila nas costas e fone de ouvidos do Ipod na maior altura para ir descobrir (literalmente) o mundo. Parece que aqui tenho vivido novamente um pouco da dor e da delícia de viver em contrastes tão grandes, de me amar e me odiar, de querer gritar ou me esconder. Soa familiar com alguma época da sua vida?

Passo nas ruas de Dublin ouvindo as mais diversas línguas, sentido frio, calor, humidade e secura, tudo ao mesmo tempo. Saio nos finais de semana para os pubs mais animados, com as músicas que mais me lembram fatos, datas e pessoas importantes. Tenho percebido que o mundo é enorme, e que só depende de nós querermos fazer a ponte para chegar às outras partes dele, porque elas sempre estarão aqui, prontas para nós.

Tenho a impressão de que vivi uns 100 anos nestes 10 meses de 2010. E não só porque já cresci muito aqui, mas porque me permiti (ou fui obrigada a tal, em alguns momentos) viver todas as idades em pouquíssimo tempo: fui criança na Disney, adulta no Brasil e estou sendo adolescente na Irlanda. Errando e consertando sempre. Como diz o filme, pra acertar, primeiro a gente precisa saber o que está fazendo de errado.

Por fim, o mesmo adolescente conclui que não é impossível ser feliz depois que a gente cresce, só é mais complicado. E quem disse que só o que é fácil é bom? Qual a graça de achar o pote de ouro se vc não curtiu o arco-íris?

As melhores coisas do mundo? Bom, aí é uma resposta bem pessoal. Minha avó costuma dizer que comer é a segunda melhor coisa do mundo, porque a primeira cada um escolhe a sua. Bem coisa de quem tem muita experiência mesmo... Eu acho que mudo minha opinião a este respeito todos os dias. Mas sei que, atualmente, tirando as pessoas queridas que estão no Brasil, as melhores coisas do mundo para mim estão todas ao meu alcance, espalhadas em meu caminho. E como está sendo gostoso encontrá-las a cada passo.

-------------------------------------------------------------------

May
, preciso falar que é só vc fazer as malas que o lugar no cafofo tá reservado???? E nem precisa trazer mta coisa, deixa pra comprar aqui, boba =P

Ai se eu pudesse e meu dinheiro desse né, flor?!

Ju, mas vc acha flat fácil, vc vai ver!!!! E vai chegar em janeiro??? Minina corajosa... Já chega aqui na friaca doida... hehehehe

Dani, li seu comeeeeeeeeeent! hehehehe Então, vamos por partes! Graças a Deus que a doida da Weslian não ganhou, né?! Tá louco... Acho que eu ficava aqui mais 4 anos. Não seria possível o brasiliense ser tão vendido...

Sobre as aulas de local, te ajudo demais! Se vc quiser, te dou uma vídeo-aula pelo skype... hehehehe Me fala o que vc precisa, no que tem mais dificuldade, que eu te ajudo!

Mandei um e-mail pras meninas perguntando sobre a data, to só esperando elas responderem, tá?!

Toso, se eu fosse fazer greve todo post que vc não me manda e-mail, vc estaria lascado =P Feioso!

Naty, menina, a Irlanda é MUITOOOOOOOO mais do que qq um pode imaginar, em todos os sentidos heheheh Fala sério se esse povo fantasiado não lembrou a RELP?!

Pam, uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuu! Comentárioooo! Fiquei até mais feliz agora =P

Lia, na verdade eu aprendi uma vez a andar de bicicleta, mas quem diz que vc nunca esquece se refere a depois q aprende, porque eu fui uma negação na primeira aula =P E agora só chove, então já viu, né?!

Marina, que ótimo ler seu coment! Muito bom saber que vc está acompanhando! Manda super beijo para Tatá, Sergunho, Rodrigo, Tia Simone e Tio Sávio, tá?!

Bibi, PARABÉÉÉÉÉÉÉNS! Preparei um mega e-mail para te mandar qd vc falou que estava de greve, aí dia seguinte vc fica on =S Fiquei mt feliz por vc! Agora vamos continuar torcendo para uma família super fofa te escolher =D

Beeeeeeeeeeeijos a todos